13º salário vai injetar mais de R$ 300 milhões na economia bauruense

O pagamento do 13º salário vai aquecer a economia de Bauru neste final de ano. A previsão, realizada pela Associação Comercial de Bauru – ACIB, calcula que serão injetados na cidade R$ 312 milhões através do abono salarial. A estimativa foi elaborada pelo Presidente da ACIB, o economista Reinaldo Cafeo. “O pagamento do 13º salário tem grande impacto sobre o comércio, refletindo-se diretamente nas vendas”, observa. 

A boa notícia para os varejistas é que o dinheiro deve começar a circular pela economia local a partir da próxima semana. A maior parte dos trabalhadores receberá a primeira parcela do pagamento, que corresponde a 50% do 13º salário, até o dia 30 de novembro. O restante deverá ser pago até o dia 20 de dezembro.

Como os trabalhadores vão gastar seu abono salarial

Segundo o levantamento, os eletrônicos, calçados e vestuário são os itens  de destaque entre as preferências dos consumidores. Os entrevistados apontam que cerca de 80% desta renda adicional será destinada ao consumo. O valor médio por compra é de  R$ 110,00. Uma pequena parcela de indivíduos deve gastar seu 13º salário com viagens. “Os valores deverão ser usados para a compra de bens não duráveis, no lazer e alimentação, o que ajuda a aquecer o comércio neste período”, explica o Presidente da ACIB.

O pagamento do 13º é uma oportunidade para os trabalhadores que desejam quitar suas dívidas. Além dos bens de consumo, os bauruenses vão utilizar o 13º salário  para o pagamento de dívidas vencidas, e outra parte deve reservar o dinheiro para as despesas no início do próximo ano. “Mesmo quando usado para quitar dívidas, o 13º salário é bom para os varejistas, uma vez que os valores retornam ao mercado consumidor, animando a economia”, revela Cafeo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *