Parem de me dar dinheiro, diz vendedor de lanches após doações em Recife

Com a crise do coronavírus, vendedor de cachorro-quente recebeu auxílio de clientes e alunos da região onde vendia. “Muito obrigada mesmo pela ajuda”, disse.

O relato de um vendedor ambulante de Recife, com a renda impactada pela crise do coronavírus, circula nas redes sociais nesta semana após um pedido inusitado: que as pessoas parassem de fazer doações a ele.

Barruada, como se apresenta, vende cachorro-quente na capital pernambucana desde 1975, segundo seu perfil no Instagram. O vendedor postou um vídeo nesta semana agradecendo por doações que recebeu mas pedindo que seus clientes e simpatizante parassem de doar a ele, porque já havia recebido quantia suficiente.

O Especial Coronavírus da ACIB é produzido pelo ID Labs, solução de Curadoria Estratégica de Conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *