Natal

Desejos de Natal

DAo longo do ano abordamos temas ligados a economia, finanças e política. Hoje peço licença para externar meus desejos de Natal.

Para muitos o Natal é somente mais uma data comercial e por vezes pouco valorizaram o aniversariante. A comida, a bebida, enfim, a ceia em si, tudo isso fala mais alto do que o efetivo motivo deste dia.

Não é por acaso que a comemoração do Natal assume dimensão mundial, afinal, temos como referência Jesus Cristo, que mesmo os mais céticos, admitem o quanto seu exemplo foi importante para a humanidade.

Mesmo considerando deveria ser um dia mais para agradecer do que pedir, afinal quem faz aniversário em quem recebe o presente, quero elencar alguns desejos.

O primeiro sem dúvida é que as vacinas desenvolvidas sejam eficazes e, a partir de sua aplicação na população, possamos voltar a normalidade no tocante a nossa rotina. Para que isso seja verdadeiro meu desejo é que os políticos, que comandam este País, dialoguem, deixem de lado vaidades pessoais, projetos políticos, ganância, sede de poder, enfim, o individualismo e pratiquem o senso coletivo. O que está em jogo são vidas humanas.

Desejo ainda que até lá as pessoas de uma forma geral tenham empatia com os outros, pensando também no coletivo. Se policiem e cumpram protocolos sanitários.

Desejo que as rusgas familiares sejam deixadas de lado. Desejo ainda que aqueles que tiveram problemas de saúde, que perderam seus entes queridos, sejam amparados.

Desejo que os miseráveis, sejam assistidos. Desejo que cada um de nós saiba que nossa vida é sopro e que o exagero no acúmulo de bens materiais não nos trará a salvação. Meu desejo é que as pessoas saibam que o dinheiro pode comprar remédios, mas não compra a saúde. Compra uma casa, mas não um lar. Saibam que o dinheiro compra diversão, mas não compra a felicidade e que o dinheiro compra o crucifixo, mas não compra a salvação.

Meu desejo é que sejamos mais solidários, mais fraternos, mais altruístas. Que consigamos entender que as coisas mudam e que devemos estar abertos ao novo.

Que o espírito de Natal toque nossos corações para que o fazer o bem não seja para poucos e em raros momentos, mas que seja a tônica de nossa vida.

Desejo ainda que valorizemos o aniversariante e possamos, a partir de seu exemplo, mudar nossa maneira de encarar a vida.

E finalmente meu desejo é que saibamos que sozinhos podemos ir mais rápidos, mas juntos chegaremos mais longe.

Um Santo Natal a todos, valorizando sempre o aniversariante e praticando a solidariedade.

Reinado Cafeo é economista e presidente da Associação Comercial e Industrial de Bauru – ACIB.

✔ Leia outros artigos como este no blog da ACIB, clicando aqui: https://acib.org.br/blog/

🌐 www.reinaldocafeo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *